Início » Guia da cobrança: Descubra o que pode ou não quando você está devendo

Guia da cobrança: Descubra o que pode ou não quando você está devendo

cobrança

Caso você tenha uma cobrança pendente, isto é, uma dívida da qual não consegue se livrar, descubra aqui os seus direitos e deveres enquanto cidadão. Em outras palavras, saiba o que os consumidores inadimplentes podem ou não fazer.

Cobrança: os principais fatores do endividamento

A crise econômica no país, a alta dos preços das mercadorias e o desemprego são os causadores das dívidas. Afinal, devido a todos eles, cerca de 46% dos brasileiros têm tido dificuldade em manter as suas contas essenciais em dia, de acordo com o IBGE. 

Uma das consequências é a adição do CPF do cidadão nos principais órgãos de proteção ao crédito, como Serasa. A partir disso, o indivíduo é visto como mau pagador no mercado e seu nome, agora negativado, sofre uma série de restrições.

A inclusão neste banco de dados por parte do credor pode acontecer desde o primeiro dia depois do vencimento da conta até 30 dias após. Todo o processo dessa cobrança segue as regras do Código de Defesa do Consumidor.

Conheça as restrições de quem está devendo

Ter o “nome sujo” afeta a vida de uma pessoa de várias maneiras. Dessa forma, algumas das consequências de estar negativado são as seguintes:

  • Dificuldade em conseguir empréstimo ou financiamento;
  • Cancelamento no envio de talões de cheque ao correntista;
  • Bloqueio do cheque especial.

Alguns bancos, inclusive, restringem a concessão de abertura de conta, caso o indivíduo esteja com alguma cobrança pendente. Além disso, o seu score de crédito fica bastante baixo, o que dificulta adquirir um bom cartão de crédito, por exemplo.

Outra grave medida que pode ser tomada contra o devedor é nas instituições de ensino. Então, caso o aluno não esteja com as mensalidades em dia, ele perde o direito de fazer a rematrícula do ano seguinte. No entanto, ele pode assistir as aulas do ano já pago.


Foto: Homem confuso sobre os seus direitos enquanto devedor.

Agora confira os direitos do endividado neste guia da cobrança

Engana-se quem acha que uma pessoa com dívidas não possui direitos. Pois há várias determinações legais que devem ser respeitadas quando se trata de consumidores inadimplentes.

Uma delas é sobre a carta de cobrança. Neste documento, tudo deve estar descrito de forma clara. Em especial, as taxas de juros e multas da dívida requerem um detalhamento ainda maior. Do contrário, é possível que um advogado suspenda a execução do débito.

Outro direito do devedor é que ele pode recusar uma proposta de negociação, caso ela não seja favorável a ele e o mesmo não consiga quitar as parcelas. Além disso, ele pode fazer uma contraproposta, com condições aceitáveis para ambas as partes.

Acima de tudo, ele não deve sofrer nenhum tipo de constrangimento ou exposição de sua situação pelos credores. Tal medida está presente no Código de Defesa do Consumidor no artigo 42.


Foto: É essencial conhecer tudo que um devedor pode ou não fazer.

Livre-se da cobrança ao limpar o nome

A melhor forma de voltar a ter controle sobre a sua própria vida, sem restrições de bancos ou instituições financeiras, é quitando os débitos em aberto.

Dito isso, reveja o seu orçamento, busque uma outra fonte de renda e entre em contato com o credor, a fim de fazer uma renegociação vantajosa. Dessa forma, você voltará a ter crédito no mercado e poderá sonhar de novo.

Perguntas frequentes

O que acontece se não pagar a dívida do banco?

Quem possui um débito em aberto, tem o nome adicionado a lista de proteção ao crédito, dessa forma, o consumidor fica impedido de adquirir empréstimos em bancos.

Quanto tempo posso ficar devendo o banco?

No geral, as dívidas prescrevem dentro de cinco anos. Depois desse período, o credor não pode mais fazer nenhuma cobrança, mesmo que você permaneça com a conta pendente.  

Porque tem dívida que não aparece no Serasa?

É provável que ela tenha “caducado”. Isso acontece quando o débito possui mais de cinco anos. Depois disso, o CPF do devedor é retirado dos órgãos de proteção ao crédito.

Sending
User Review
5 (1 vote)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *